Paulinho, vocalista do Roupa Nova, morre aos 68 anos após contrair Covid-19

O cantor Paulo César Santos, o Paulinho, vocalista do Roupa Nova, morreu na noite desta segunda-feira (14), aos 68 anos. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Copa D’or, na Zona Sul do Rio, onde fazia tratamento para se recuperar de complicações da Covid-19.

A informação da morte foi confirmada pela assessoria de imprensa da banda e pela unidade de saúde.

Paulinho foi diagnosticado com coronavírus enquanto se recuperava de um transplante de medula óssea que havia feito em setembro para tratar um linfoma – no procedimento, foram utilizadas as próprias células do paciente, que respondeu bem ao tratamento. No entanto, em novembro, ele precisou ser novamente internado, desta vez com Covid-19.

Em uma postagem nas redes sociais mais cedo na segunda, a banda tinha informado que o quadro de saúde do artista era delicado.

Trajetória

Paulo César Santos era vocalista e percussionista do grupo Roupa Nova. Ele faz parte da banda desde a formação original. Ele era pai do músico Pepê, baterista da banda Jamz; e da cantora Twigg, que fez a gravação da música “O Barquinho” com o Roupa Nova.

Na década de 1970, Paulinho foi vocalista e percussionista de uma banda de bailes cariocas chamada Los Panchos Villa, ao lado de Kiko e de Feghali. Em seguida, foi tocar nas apresentações da banda Os Famks.

Na década de 1980, o cantor deu origem ao grupo Roupa Nova que completa 40 anos em 2021. Paulinho foi diagnosticado com linfoma em agosto deste ano. O tratamento foi feito através de um transplante de medula óssea autólogo, quando as células-tronco do próprio paciente são empregadas.

Veja também:

Comentários

Colabore com esse conteúdo deixando a sua opinião ou comentário. É muito gratificante para o produtor de conteúdo ter sua interação.